fbpx

O Perdão liberta.

Quer precise perdoar os outros ou perdoar-se a si mesmo, ao fazê-lo liberta-se do passado e permite-se realizar o seu verdadeiro potencial. O Perdão permite que você se livre de crenças e atitudes limitadas. O perdão liberta a sua energia mental e emocional para que deste modo, você possa aplicá-la para criar uma vida melhor.

O perdão ajuda-a(o) a alcançar os seus objectivos.

Se você não perdoou, uma parte de sua energia interna de vida fica presa ao ressentimento, à raiva, à dor ou a algum tipo de sofrimento. Essa energia de vida que está presa irá limitá-la(o). Frustra-a(o), e faz com que seja difícil continuar.

Quando você perdoa, torna-se uma pessoa deveras melhor.

Conforme aprende a perdoar, o que parecia impossível não só se torna possível, mas também bem mais fácil de alcançar.

À medida que você aprende a perdoar, capacidades que estavam adormecidas dentro de si irão surgir e irá descobrir que é muito mais forte e capaz do que imaginava ser.

Por tudo isto devemos exercitar o perdão diariamente, declará-lo abertamente e decidir não falar mal, ou fazer mal a quem nos magoou. Contudo, ninguém consegue exercer domínio total sobre seus sentimentos. O que sentimos ou não sentimos não é fruto de decisões nem da vontade. As emoções estão fora do nosso controlo. O nosso poder, é o de determinar o que vamos fazer ou não com os nossos sentimentos e com as nossas emoções. Sou capaz de me decidir por não dar um murro na cara de alguém que me ofendeu, mas não tenho o poder de resolver não sentir o desejo de dar o murro.

No exercício do perdão, é fundamental reconhecer a necessidade de pedirmos desculpas aos que ofendemos. Se perdoar é uma arte difícil, pedir perdão é mais difícil ainda. Se perdoar exige uma decisão do coração e da vontade, pedir perdão exige arrependimento. E isso é algo que precisamos aprender com clareza e praticar com persistência.

O arrependimento vai muito além do remorso ou da vergonha de ter sido descoberto no seu erro. A vergonha é a consequência de um medo; arrepender-se é fruto de uma decisão. Como o perdão, o arrependimento vai muito além do desejo. É uma atitude.

Perdoe e viva melhor!